BArra BK2

sábado

“Toque de Acolher” causa polêmica e discussão em plenário baiano.

Causa polêmica na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, a 110 km de Salvador na Bahia, um projeto de lei chamado “Toque de acolher” de autoria do Vereador Luiz Augusto, o Lulinha (DEM) que sugere que jovens com menos de 18 anos não saiam à rua após as 22h.
O jovem que for pego após horário determinado, conforme projeto do edil, deve ser interpelado pela lei e reconduzido forçadamente a sua casa.
Baseado na vizinha Santo Estevão, cidade com uma população com pouco mais de 50 mil habitantes onde o projeto já é lei, o vereador tenta conseguir apoio da casa da cidadania feirense para aprovar o projeto.
Alguns representantes do poder judiciário local e os principais movimentos sociais da cidade reprovam a lei sob alegação de cercear a liberdade e o direito de ir e vir.
Conforme o projeto, as crianças e adolescentes, são proibidas de permanecer nas ruas ou em locais públicos, espaços comunitários, bailes, festas, lan houses e congêneres. Adolescentes com 12 anos, o limite é até as 20h30; entre os 13 e 15 anos até as 22 horas;
Em seu discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, nesta sexta, 30, o vereador lamentou o posicionamento contrário da maioria dos vereadores e pediu que “avaliassem melhor o projeto antes de matarem”.
Nas ruas de Feira de Santana o projeto gera polêmica e as opiniões divergem.



3 comentários:

Ednalva Pontes disse...

Uma vergonha dar ibope a um vereador fantasioso como este.
Pensa que isso resolverá problemas sociais!

Anônimo disse...

Ele está certo.
Isso precisa ser aprovado.
So fica rua criança sem governo, candidata a marginal no futuro

- luaana b. disse...

Toque de recolher é tirar o direito do jovem de ser livre e fazer suas escolhas! Nós não vivemos mais em uma ditatura!Toque de recolher é contra os direitos humanos!

Pesquisa personalizada